Sexta-feira, 29 de Agosto de 2008

[98] Para WOLKENGEDANKEN e todos os interessados na matéria... (Dharma - 7)

Aviso à navegação : quem quiser seguir este "folhetim" terá que saltar entre este blog e o francês -- ver post [48] (mas como já veritiquei, pelo contador por países, que no meu blog francês tenho mais visitas de portugueses que de franceses, isso não deve constituir dificuldade de maior). E quem quiser seguir mesmo, terá também que ir ao blog de Wolkengedanken, o que será fácil recorrendo ao respectivo link na lista de links de blogs deste mesmo.

 

Indo à matéria.

Pelos vistos, o que começou por ser um percalço ( não conseguir escrever um comentário sem o apagar e, daí, escrever um post) tornou-se um modo. Pois que assim seja. O que começou como uma conversa a dois torna-se uma troca de impressões pública. Tudo bem !

 

Começando pelo livro : é esse mesmo. Até a capa tem o mesmo aspecto gráfico !

Quanto ao outro : trata-se de uma tradução do tibetano, mas a versão que eu tenho foi traduzida do americano. O título completo é : The Tibetan Book of the Dead ; the Great Liberation through Hearing in the Bardo.

Mas acho que o mais importante é mesmo aquele que tu tens.

 

Voltando ao tema filosofia versus religião, remeto-te de novo para o Lama Denys (post [21] do bl. fr.). No que me toca, foi fundamental a afirmação . "Não há credo, nem há dogma, nem há Deus". Ou seja , nada a ver com as três religiões do livro (ou reveladas). Mas tenho em conta a origem etimológica do termo : religare (que eu prefiro usar com traço de união : re-ligar). Neste momento, em que nem sequer nos conhecemos, o que é que me liga a ti : é o budismo (haverá outros aspectos de entendimento, comunicação de inconsciente a inconsciente, sei lá...). Mas o budismo é a nossa re-ligião/ligação.

 

O que é para mim : foi um encontro comigo mesmo. Foi o resultado, ou o termo, de uma "busca" que resultou de uma "crise" (tem que ser entre aspas, porque todos os termos são maus...). Quando "encontrei" o budismo (detesto os ismos, prefiro chamar-me búdico...) senti que toda a vida tinha sido búdico sem o saber ! E foi muito naturalmente que dei os passos seguintes (que creio que já te referi).

_________________________________________________________

Vou voltar ao teu post, para ver se deixei escapar alguma coisa, Até já...

________________________________________________________

 

O intervalo foi maior do que o que pensava. Entretanto meteu-se ver o teu novo post e comentá-lo. E depois foi o jantar e um pouco de telejornal. E mais isto e aquilo... Com a diferença horária entre a Áustria e Portugal, se calhar já não lês isto hoje. O que me chateia porque fico em pulgas para ver a tua reacção...

 

Creio que me facilitou considerar-me búdico o nunca ter sido católico. O que náo é muito usual num país de tradição e predominância católicas. Mas foi uma das minhas heranças paternas (a outra foi a política, onde, com as devidas adaptações dos tempos, guardo as tradições paternas -- ambos fomos presos, etc.,etc.). De resto -- é engraçado -- a minha total ausência de sentimento religioso facilita-me as relações com os católicos , mais até do que com os ex-católicos, porque não tenho nenhum passado de que tenha que me libertar.

 

Voltando à tua questão básica : se me perguntares se o budismo é sobretudo uma religião ou uma filosofia, a minha resposta é : é sobretudo uma filosofia de vida, uma sabedoria (termo de que gosto muito).

 

E com isto creio ter respondido a todas as tuas questões. Rezo ao Senhor (valha-me Deus...) para que ainda leias isto hoie !

 

:))))))))))))))))))))   Zé-Carlos

 

sinto-me: Com o "dever" cumprido
publicado por Transdisciplinar às 23:43
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De wolkengedanken a 30 de Agosto de 2008 às 10:52
Bom dia Zé-Carlos !

Obrigada pelo post longo e interessante :)Há varios puntos que gostaria de comentar em detalhes, mas fica para ou esta noite (depende da hora que volto para casa)ou domingo!

Acho muito util deixar um tempo de reflexao antes de escrever qualquer coisa mais longa porque até se fizermos qualquer outra coisa o cerebro já trabalha e depois só temos que escrever um texto já practivamente feito. E assim que escrevi sempre todos os trabalhos em tempos de estudos.E muitos anos depois li nalgum sitio que é um fantastico metodo de criatividade. Ja tinha descoberto sozinha :))

Penso que a minha reposta será meio publica e meio privada (por mail). Que há coisas que nao quero ver publicadas num blog.

Que passes um dia muito bom :)


De Transdisciplinar a 30 de Agosto de 2008 às 11:02
Faz como entenderes ser melhor ! Fico â espera...
Um muito bom dia para ti também.
:)) Zé-Carlos


De mdsol a 30 de Agosto de 2008 às 14:23
1º Leio, mas naturalmente não sou capaz de comentar!
2º "amadrinho" a discussão com todo o prazer do mundo

:))


De Transdisciplinar a 30 de Agosto de 2008 às 14:43
Muito obrigado !
Bem pode "amadrinhar ", porque foi através de si que a Wolkengedanken me "conheceu"...
Os nossos diálogos têm sido muito interessantes...

:))


De Wolkengedanken a 1 de Setembro de 2008 às 22:22
Só para desejar boa noite. A ver quando arranjar tempo para este e-mail prometido Espero que pronto, mas nos primeiros dias de escola é muito dificil. Ha tantas coisas para fazer para "orientar bem" o ano lectivo. Mando um sapinho stressado :)


De Transdisciplinar a 1 de Setembro de 2008 às 23:33
Querida Wolkengedanken ,
Percebo muito bem que não tenhas tempo, no princípio do ano lectivo, para e-mails provavelmente complicados. De modo que vou continuar calmamente (não muito..) à espera. Em qualquer caso, e embora já tenha ideias para responder ao teu post , vou esperar pelo e-mail antes de o fazer. Cá vou continuando com os meus blogs (agora é sobretudo o francês, porque tive umas reacções interessantes às minhas prosas " en vrac "... ). Não stresses muito...Tenta descansar e não te preocupares demasiadamente.
Boa noite !
;))


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.links

.tags

. todas as tags

.favorito

. [32] CULTURA COMBINATÓRI...

. [30] Conhecimento

. Ainda sobre o Dharma (2)

. Ainda sobre o Dharma

. Citando...

. FRAGMENTOS PARA UM DEBATE

. CULTURA COMBINATÓRIA (2)

. CULTURA COMBINATÓRIA (1)

.posts recentes

. Triste notícia

. {191} Sarah Vaughan

. {190} Aretha Franklin

. {189} Nina Simone

. {188} George e Ira Gershw...

. {187} Miles Davis & John ...

. {186} Fabio Biondi

. {185} Vivaldi -- Inverno

. {184} Nus em arte

. {183} Bach / Gulda

. {182} Vieira da Silva

. {181} Retorno

. {180} Billie Holiday - "S...

. {179} E, ainda, música

. {178} Herberto Helder (8...

. {177} Socorro !!

. {176} Bach / Gulda / Jazz

. {175} Thelonious Monk

. {174} Encore B & B

. {173} Stabat Mater

. {172} Continuando Gershwi...

. {171} Dos irmãos Gershwin...

. {170}....

. {169} Não há pachorra !

. {168} Gershwin

. {167} Brel e Béjart

. {166} Novamente "À balda"...

. {165} Edgar Morin e a com...

. {164} India Song

. {163} Dois temas

. {162} Ne me quitte pas

. {161} Eugénio de Andrade ...

. {160} Herberto Helder (7...

. {159}A propósito da morte...

. {158} Zeca Afonso

. {157} General Delgado

. {156} Ballet (2)

. {155} Ballet (1)

. {154} Herberto Helder (6...

. {153} Relembrando "Casabl...

. {152} Camané

. {151} "Clair de Lune"

. {150} "I've Got Rhythm"

. {149} Luiza Neto Jorge

. {148} Dharma (11)

. {147} Caetano canta Amáli...

. {146} Ella Fitzgerald

. {145} Dharma (10)

. {144} Jimmy Smith - 2

. {143} Jimmy Smith

blogs SAPO

.subscrever feeds